Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Sancionada inclusão de Chico Xavier no Livro dos Heróis da Pátria

A lei tem origem no projeto do deputado Giovani Cherini, do PL do Rio Grande do Sul, tendo sido aprovado pelo Senado no final de agosto. O relator foi o senador Eduardo Girão, do Podemos do Ceará, que citou os livros psicografados por Chico Xavier, cuja renda com a venda foi toda revertida para obras de caridade:

Consagrado como um dos maiores expoentes do Espiritismo no século XX, ao todo, psicografou mais de 450 livros, tendo vendido mais de 50 milhões de exemplares. Apesar dos números expressivos, Chico Xavier nasceu, viveu e morreu pobre. Todo o dinheiro arrecadado com a venda de seus livros era revertido para obras de caridade. Dentre diversas ocorrências, destacaram-se a publicação dos romances atribuídos a Emmanuel e da obra Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, atribuída ao espírito de Humberto de Campos, em que a história do Brasil é interpretada por uma ótica espiritual

Para Eduardo Girão, o maior legado de Chico Xavier é o seu exemplo de comunhão e diálogo:

A história do Chico Xavier transcende religião e hoje ele é reconhecido como o maior – ou um dos maiores, pois ele não gostava de que o chamassem assim – líder espiritual do Brasil, sendo uma das personalidades mais admiradas e aclamadas no país, ressaltado principalmente por um forte altruísmo. Pelo exemplo dele, de comunhão, de diálogo, nós somos, a maior nação católica do mundo, a maior nação espírita do mundo, a maior nação evangélica do mundo. E todo mundo em união, todo mundo se dando bem e se respeitando. Esse é o legado de grandes pacifistas como Chico Xavier.

O Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria está no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, localizado na Praça dos Três Poderes, em Brasília. Nele, são registrados o nome dos brasileiros e brasileiras ou de grupos de brasileiros que tenham oferecido a vida à Pátria, para sua defesa e construção, com dedicação e heroísmo. A inscrição do nome é feita por meio da edição de lei, após 10 anos da morte do homenageado, prazo cumprido pela nova lei, já que Chico Xavier faleceu no dia 30 de junho de 2002.

Com informações da Rádio Senado

Deixe seu comentário:

TV CHICO XAVIER

 

DOAÇÃO

Ajude a TV Chico Xavier a promover ainda mais a divulgação do Movimento Espírita. 
Clique no botão e faça sua doação!

Instagram

CURTA NOSSA PÁGINA!

Siga-nos!